logologo

Fale Conosco

InícioBlogEU Plans to Phase Out Fossil Fuel-Powered Boilers by 2040

UE planeja eliminar gradualmente caldeiras movidas a combustíveis fósseis até 2040

2024-01-12
O Parlamento Europeu e o Conselho decidiram provisoriamente eliminar as caldeiras alimentadas a combustíveis fósseis nos próximos 20 anos. Isto faz parte de um plano mais amplo para melhorar a eficiência energética das infra-estruturas. A European Heat Pump Association (EHPA), a organização líder em bombas de calor na Europa, manifestou o seu apoio a estas iniciativas.

O Parlamento Europeu e o Conselho estão prestes a concordar formalmente com a eliminação progressiva das caldeiras alimentadas por combustíveis fósseis até 2040. Esta decisão faz parte de um plano mais amplo para aumentar a eficiência energética nos edifícios em toda a Europa.

 

De acordo com a Comissão Europeia, se este acordo obtiver apoio oficial, os subsídios para a instalação de caldeiras a combustível fóssil terminarão em 2025. Além disso, os edifícios públicos serão obrigados a ter zero emissões no local até 2028, e todos os outros tipos de edifícios serão precisamos atender a esse padrão até 2030.

 

A Associação Europeia de Bombas de Calor (EHPA), com sede em Bruxelas, que defende as bombas de calor como a principal solução de aquecimento e arrefecimento até 2030, manifestou a sua aprovação deste plano. O secretário-geral da EHPA, Thomas Nowak, destacou que a definição de uma data definitiva para o fim do aquecimento a combustíveis fósseis nos edifícios europeus fornece uma orientação vital para os consumidores e abre um caminho claro para o sector do aquecimento. Ele enfatizou que investir em tecnologia de bomba de calor é agora uma decisão segura e orientada para o futuro.

 

Nowak também mencionou que a adoção desta política pelo Parlamento Europeu e pelo Conselho poderia levar à criação de milhares de empregos na Europa.

 

Os Estados-Membros serão encarregados de desenvolver leis para fazer cumprir a Diretiva Desempenho Energético dos Edifícios, conforme declarado pela Comissão Europeia. Esta directiva é uma componente chave dos esforços da União Europeia para reduzir as emissões de carbono nas suas infra-estruturas, sendo os edifícios responsáveis ​​por 40% do consumo de energia da região.

 

Wopke Hoekstra, Comissário do Conselho Europeu para a Acção Climática, observou que a tecnologia para aquecimento e arrefecimento de edifícios ecológicos já está disponível. No entanto, é necessário um argumento comercial mais convincente para incentivar a renovação de infraestruturas obsoletas. A diretiva visa resolver esta questão através da mobilização de financiamento adicional e do estímulo às cadeias de valor da construção.

 

Além disso, a Comissão Europeia mencionou que a diretiva inclui uma disposição para garantir que os edifícios estejam prontos para a tecnologia solar a partir de 2027, uma vez que se espera que esta se torne uma característica padrão.

 

Para informações mais relevantes, inscreva-se em Bateria ACE.

Compartilhar
Artigo anterior
Próximo artigo
Contacte-nos para a sua solução energética!

Nosso especialista entrará em contato com você se você tiver alguma dúvida!

Select...